Preparando-se para o curso ArcGIS

Um pouco menos de uma semana, eu começo a sentir o estresse de um curso ArcGIS, daqueles que saem quem sabe ondeO que você aceita, você não sabe? quando, e de repente você já está comprometido.

arcgis cadastre

É um grupo de entusiastas que não querem complicar o software desconhecido, com prata e esperança para integrar ArcGIS. Por um momento, quis oferecer-lhe outras opções, mas, neste caso, o ArcGIS é o que mais lhe convém, por várias circunstâncias, incluindo o fornecimento de manuais e o tempo que não tenho por um curso mais longo.

Eles precisam integrar um sistema cadastral, que eu vejo inclui arquivos com uma limpeza topológica suculenta. Fiquei contente em saber que estes mapas foram construídos pela pessoa que me ensinou Microstation há alguns anos, daí a sujeira que eles têm é o produto da manutenção louca e inocência em não aplicar o histórico. Isso tornaria mais fácil saber onde as mudanças estão indo e possíveis erros topológicos.

icon_arcgis Por enquanto, fiz uma proposta dietética, porque nem eles têm nem eu conto com o tempo, menos se tiverem que viajar algumas horas. O treinamento em sala de aula será coberto em dois finais de semana, com tarefas para a semana e um apoio de duas semanas via Bate-papo do Gmail.

Além disso, será necessário dar-lhe um tutorial passo-a-passo das rotinas 7 mais comuns, entre as quais foi identificado:

  • Integração de dados CAD
  • Integração no banco de dados
  • Análise com outras camadas para planejamento
  • Manutenção cadastral
  • Gerando mapas para impressão
  • Interação com o Google Earth

Lá eu te digo como está indo, por enquanto eu tenho exigido que você tenha as máquinas prontas e me envie exemplos dos dados para ir fazendo o geodatabase. E se tudo correr bem, talvez esses tutoriais passo a passo e dicas de suporte acabem sendo carregados neste blog.

5 responde a "Preparando-se para o curso do ArcGIS"

  1. Com relação aos manuais, não tenho ArcGIS além dos que foram obtidos na web. E com o guia que estou preparando para o município que irei acompanhar, quando tiver, vou compartilhar aqui, ainda estou enlouquecendo.

  2. Olá, amigo Carlos.
    Um prazer saber que este espaço lhe serviu, é uma razão para o blog. Seu tópico é amplo, e eu não poderia fornecer fórmulas mágicas em uma resposta, no entanto, darei a você alguns critérios que podem ser úteis.

    Se você possui licenças comerciais de software, nas quais quantias consideráveis ​​foram investidas, não recomendo migrar para o software livre. Bem, a migração também implica outro investimento.

    Porém, se pouco foi investido e existe a capacidade de investir parte do que foi planejado para licenças e desenvolvimento, gvSIG, PostGIS, mapserver, Bender ou qGIS são plataformas com maturidade suficiente para construção e publicação, com suporte on-line as comunidades que impulsionam sua implementação. Até a Venezuela é um território onde existem condições favoráveis ​​para esses fins.

    Sobre visitá-los ... eu teria que ver isso com o meu tempo, mas tenho a confiança de escrever para o editor (arroba) geofumadas (ponto) com e podemos conversar sobre maneiras de ajudá-lo.

    Saudações à Venezuela

  3. Saudações, meu amigo, sou realmente um visitante ativo da sua página, veja os tempos atuais em que estamos trabalhando aqui no estado chamado La Caipatal da Venezuela em um projeto chamado Lara Digital, onde o sistema de informações geográficas de nosso estado é um dos As peças fundamentais do projeto. Estamos trabalhando com o argis 9.1 e para a publicação no wed under flex que a API que está na rede nos ajudou muito, mas o pessoal da esri nos forneceu uma demo ?, mesmo que seja possível que Vou enviar para o meu e-mail os manuais do curso que você está fazendo, bem como a possibilidade de ter alguns manuais argis que gostaríamos de nos ajudar. Veja outra coisa que eu disse a você é que nós exploramos a necessidade de migrar para o software livre, você sabe o custo do pessoal da Esri, mas eu não recebi um guia de uma pessoa que me diz que é o melhor em termos abertos, veja, eu acho que você é o Pai do sorvete é para dizer que a pessoa muito preparada no GIS gostaria que você me ajudasse e se você quiser enviar uma proposta para visitar nossa cidade. Esperando sua contribuição e sua ajuda nesse sentido, ele se despede de maneira muito coordenada das terras quentes de Barquisimeto-Venezuela. Um visitante ativo da geofumada.

    Carlos Oropeza

  4. Eu estava interessado em suas últimas linhas.

    Deixe tudo funcionar e podemos contar com esses tutoriais.

    lembranças

Deixar uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa o Akismet para reduzir o spam. Saiba como seus dados de comentário são processados.